Blog

Saiba como fazer um içamento de cargas com segurança

Içamento de cargas é um serviço de alto risco, por isso, deve-se tomar muito cuidado ao realizar este tipo de movimentação. Esta atividade, quando feita de forma irresponsável, pode gerar grandes acidentes com cargas e as pessoas envolvidas. 

Você sabia que 22% dos acidentes registrados em indústrias são com içamento de cargas? Diversas situações podem acontecer, mas as principais são o tombamento do guindaste e queda de cargas.

O que pode causar lesões graves aos profissionais envolvidos no serviço ou, em um cenário ainda pior, acontecer uma fatalidade. Mas isso não quer dizer que deve-se evitar o içamento de cargas. 

É uma atividade bastante útil para diversas áreas de construções, indústrias e é usada até mesmo no dia a dia das pessoas. Então, caso seja necessário, o içamento é um grande aliado. 

Porém, deve ser feito com cuidado, já que é um serviço complexo e que envolve diversas variáveis. Veja algumas dicas para movimentar, elevar e transportar cargas pesadas de forma segura e sem maiores transtornos. 

O que é içamento de cargas?

Içamento de cargas é a elevação de algum material de modo vertical. É recomendado para transportar algo verticalmente, como móveis ou grandes cargas que não conseguem passar por portas, escadas, corredores e elevadores. 

Ou até mesmo materiais que sejam muito pesados para uma equipe de pessoas carregar, como na construção civil.  

De fato, é uma forma eficiente de transporte, mas como dissemos, tem alto grau de risco e dificuldade. É muito usado para transportar cargas como móveis, máquinas, vidros e qualquer outro objeto pesado ou grande. 

Como pode ser usado?

É um serviço mais utilizado do que parece. Quando pensamos em içamento de cargas, logo vem à cabeça aqueles guindastes enormes nas construções civis.  Mas, esta situação é apenas uma das muitas finalidades do içamento. 

Essa atividade não está distante do cotidiano de muitas pessoas, já que é bastante encontrado em mudanças residenciais e comerciais, porque diversos eletrodomésticos, móveis e itens decorativos não passam no vão das escadas ou no elevador do prédio, por exemplo.

Outro setor que tem o içamento como um grande aliado é o industrial. Movimentar contêineres, máquinas, materiais pesados, entre outras cargas é uma das finalidades desse serviço. 

Máquinas que podem ser usadas no içamento

Os guindastes são os mais usados neste tipo de serviço, já que podem movimentar toneladas e elevar bastante a carga. Mas também é um serviço que pode ser feito por empilhadeiras, guindautos e guindastes de remoção, por exemplo. 

Qual máquina utilizar depende da finalidade e do tipo de movimentação que será feita.  Mas de qualquer forma, precisa ser um equipamento de qualidade para proporcionar segurança a carga e aos operadores. 

Como fazer o içamento de cargas de forma segura?

Todas as dicas a seguir visam o içamento seguro, ágil e sem maiores transtornos.

Lembrando que essas informações valem para qualquer tipo de içamento de cargas – desde feitos em mudanças residenciais, até os que elevam grandes cargas.  

Qualidade dos equipamentos

Antes de qualquer coisa, verificar a qualidade do maquinário da empresa de transporte de cargas que contratará para realizar este serviço é fundamental.  Assim como dos equipamentos que serão usados. 

Para manter um bom funcionamento de materiais como estes, a manutenção preventiva é essencial. Assim, é possível solucionar pequenos problemas de operação, identificar desgaste de peças e evitar possíveis falhas. 

Então, certifique-se que a empresa faz essas manutenções regularmente. 

Apenas profissionais podem manusear as máquinas

Não é um serviço fácil, existem diversas variáveis que podem torná-lo ainda mais complexo. Por isso, apenas operadores qualificados e experientes devem conduzir essas máquinas, seja qual for a escolhida para a atividade.

Faça projeto rigger!

Essa talvez seja a dica mais valiosa. Para garantir um içamento de cargas seguro, o projeto rigger deve ser feito. Basicamente, é uma análise e um planejamento de todo o serviço, considerando todas as variáveis. 

Esse estudo otimiza os recursos usados para evitar maiores transtornos, como acidentes e problemas com a carga. Ainda faz com que o içamento seja mais ágil e tranquilo. 

Quais seriam esses recursos? Tudo usado nesta atividade, como equipamentos, acessórios e manobra. Projetos riggers indicam o guindaste ideal para cada operação, quais são os acessórios mais indicados para o serviço – como cabos, “spreader”, cintas, manilhas etc. 

Também indica possíveis adequações na área, como no solo ou se o layout do local precisa ser alterado para que o içamento seja feito da melhor forma. 

Veja como é feito:

É feito um estudo  minucioso e técnico de viabilização e transporte  com análises, cálculos, planejamentos de elevação, técnicas de amarração, estudos sobre os materiais empregados, pesos e medidas, entre outros fatores.

Cada etapa do içamento de cargas é estudado. Então é definindo qual a melhor máquina dependendo do seu dimensionamento, quais acessórios são necessários para o tipo de carga, a viabilidade técnica, se estrutura do local está preparada para receber equipamentos como estes etc. 

Como dissemos, as dicas valem para todos os serviços. Então, é sim   recomendado fazer projetos rigger em movimentações de móveis durante uma mudança residencial.

Assim, é possível garantir que não aconteça nenhum acidente com o material e nem com as pessoas que estiverem no local. 

Toda essa análise busca um serviço mais seguro e rápido. 

Confira as regiões que atendemos